[mp_row]

[mp_span col=”4″]

[mp_image id=”527″ size=”medium” link_type=”custom_url” link=”#” target=”false” caption=”false” align=”left” mp_custom_style=”mpce-prvt-524-58b6b1a409c15″]

[/mp_span]

[mp_span col=”8″]

[mp_code]

No Budismo fala-se de dois tipos de meditação – ‘samatha‘ e ‘vipassana‘. a meditação ‘samatha’ é um tipo de meditação na qual se concentra a mente num objecto ao invés de a deixar perambular por outras coisas. […] Neste tipo de meditação não tentamos criar qualquer imagem, apenas concentramo-nos na sensação normal do nosso corpo, tal como ele está no momento, mantendo a nossa atenção na respiração. Quando fazemos isto, a respiração torna-se cada vez mais refinada e nós acalmamos… conheço pessoas que prescrevem meditação ‘samatha’ para a tensão arterial elevada pois acalma o coração. […]

[/mp_code]

[/mp_span]

[/mp_row]

[mp_row]

[mp_span col=”12″]

[mp_row_inner]

[mp_span_inner col=”12″]

[mp_code]

A outra prática é ‘vipassana’ ou meditação de insight. Com a meditação de insight abrimos a mente para tudo. Não escolhemos nenhum objecto em particular para nos concentrarmos ou absorvermos, mas ficamos simplesmente a observar de forma a compreendermos as coisas tal como são. […]

Na terminologia budista usamos a palavra Dhamma, ou Dharma, que significa ‘como as coisas são’, ‘as leis naturais’. Quando observamos e praticamos o Dhamma abrimos a nossa mente para as coisas tal como são. Desta forma já não estamos a reagir cegamente à experiência dos sentidos mas sim a compreendê-la e, através desta compreensão, começamo-nos a desapegar. Começamo-nos a libertar de sermos naturalmente esmagados, cegos e iludidos pela aparência das coisas. Estar consciente e desperto não é uma questão de nos tornarmos nisso, mas de o sermos. Observemos as coisas tal como elas são neste preciso momento ao invés de fazermos algo para nos tornarmos conscientes no futuro.

Ajahn Sumedho

[/mp_code]

[/mp_span_inner]

[/mp_row_inner]

[mp_row_inner mp_custom_style=”mpce-prvt-524-58b6b72509ed8″]

[mp_span_inner col=”12″]

[mp_text]

Estar consciente e desperto não é uma questão de nos tornarmos nisso, mas de o sermos.

[/mp_text]

[/mp_span_inner]

[/mp_row_inner]

[/mp_span]

[/mp_row]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *