Eu quero recordar-te o quanto Tu vales a pena. Vou fazê-lo tantas vezes quantas forem necessárias. Vou fazê-lo até que

te sintas suficientemente confiante para poderes seguir a tua sabedoria interior
te sintas suficientemente calma para poderes simplesmente esperar, escutando o som da vida
te sintas suficientemente curiosa para poderes continuar a aprender
te sintas suficientemente grata para poderes dar
te sintas suficientemente vulnerável poderes ser levada ao colo
te sintas suficientemente pura para te poderes maravilhar
te sintas suficientemente poderosa para poderes criar
te sintas suficientemente segura para poderes sonhar novamente
te sintas suficientemente livre para poderes escolher

Vou fazê-lo até que sintas que todas as tuas feridas começam a sarar

Vou recordar-te o quanto Tu vales a pena, quantas vezes for necessário, até que te encontres a percorrer o caminho de volta a esse local dentro de Ti de onde o impossível nasce, a escutar os sussurros da alma e a compreender que não podes deixar de te render ao que chama por Ti e reclamar, por fim, a Vida que Te pertence.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *