Porque deixas para depois o que te pede para Viver agora?
Em nome de que valor adias o que sentes ser o mais importante?
De que dor te proteges, calando, mais uma vez, o chamamento inevitável?
Porque te limitas, negando o milagre da Vida?
Porque escolhes chamar impossível ao que não pode deixar de Ser?
Porque lutas, sem fim, contra o Amor que trazes em Ti?
Porque crês no que te dizem, se a tua Verdade espera em silêncio, dentro de ti?
Se essa Voz está em ti, se essa Força está Viva, se essa Busca continua, porque foges?
Até quando terá que esperar por ti, a Vida que tu esperas para ti?
Até quando terá de esperar para Ser, a Mulher que tu esperas vir a Ser?

Para! Por favor, para. Escuta. Não fujas mais. Deixa que o próprio medo te guie. Para lá da dor, para lá da dúvida, para lá da raiva e para lá do vazio de onde todos eles nasceram, esperam por ti uma Paz, uma Graça, uma Vida, que mais ninguém pode resgatar.

Permite-te Ser aquela que honra o milagre da Viva, recebendo os milagres que a Vida não pode deixar de criar através de ti.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *