Apreciar a vida é estar atenta, disponível e interessada, notando cada pormenor, cada subtileza.

Quando notamos, e seja para onde for que olhemos, aquilo que se revela é a infinita riqueza da Vida, em todas as suas manifestações e aspectos.

Apreciando, notamos como uma coisa conduz à outra e nada existe por si só.

Apreciando, notamos como o sentido de cada coisa vem de todas as outras coisas com as quais está intimamente relacionada e para cujo sentido contribui.

Apreciando, notamos a Vida como uma teia finamente entretecida de instantes em permanente renovação, que se desdobram num fluxo expectavelmente imprevisível, obedecendo a uma Lógica Mágica que simultaneamente nos transcende e nos reflecte a nossa própria Natureza, de tal forma que o único efeito possível desta apreciação é um suster de respiração em expectativa de deslumbramento.

Assim nasce a GRATIDÃO.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *